Corretor de imóveis: autônomo ou vinculado a uma imobiliária?

Um questionamento recorrente de quem trabalha no mercado de imóveis diz respeito a qual a forma mais vantajosa de se atuar: de maneira independente ou vinculado a uma imobiliária. E não é apenas o corretor de imóveis iniciante que tem essa dúvida — profissionais experientes também se questionam sobre o que é melhor.

Para ajudá-lo a se definir sobre o que é mais adequado, preparamos este conteúdo com as vantagens de cada uma dessas opções. Confira!

Corretor independente

Vamos começar listando as principais vantagens de se atuar de forma autônoma, sem vínculo com nenhuma imobiliária:

Rotina sob seu controle

A maioria dos corretores de imóveis independentes aponta esta como uma das principais vantagens dessa forma de atuação. Sem o compromisso com os horários e plantões da imobiliária, é possível organizar a rotina de trabalho com total liberdade.

Assim, é possível direcionar o tempo e esforço para atendimentos personalizados a clientes em que o profissional realmente acredita que há chances claras de fechar bons negócios. Ser o dono da sua agenda é uma grande conquista do corretor autônomo.

Chefe de si mesmo

Trabalhando de forma independente todas as decisões sobre o trabalho (metas, estratégias, rotinas de trabalho) são decididas exclusivamente pelo corretor. Nem todo mundo se dá bem com a hierarquia e, em muitos casos, opiniões divergentes podem ser desfavoráveis para a produtividade.

Quem atua de forma autônoma é o responsável por todos os aspectos do seu trabalho — é o dono do seu próprio nariz.

Comissões integrais

O corretor independente fatura 100% das comissões pelos negócios que participa, sem necessidade de dividir com a imobiliária. Quanto mais (e melhor) for o seu trabalho, maiores serão os seus rendimentos.

Corretor vinculado à imobiliária

Veja agora quais as vantagens de se atuar junto a uma imobiliária:

Garantia de renda

Quando o corretor atua em uma imobiliária, ele não recebe a comissão integral pelos negócios que participa, mas pode ter uma renda mínima garantida. Principalmente naqueles momentos em que o mercado não está favorável, isso pode ser uma segurança importante.

Além disso, caso o profissional atue de forma regularizada, com o devido registro em carteira, terá direito a benefícios trabalhistas como 13º salário, férias e Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Carteira de clientes

Um dos grandes ativos de uma imobiliária é a disponibilidade de imóveis e de clientes em busca de negócios. Tudo isso fica à disposição dos corretores. Para os profissionais autônomos, especialmente os iniciantes, que ainda não dispõem de muitos contatos, a falta de acesso a uma carteira de interessados em fechar negócios pode ser uma dificuldade e exigir muito esforço na prospecção.

Marketing imobiliário

Uma corretora conta com toda uma estrutura pronta para divulgação dos imóveis que negocia, como site, anúncios, estrutura de plantões de venda, equipe de marketing imobiliário etc. Este também é um importante diferencial para alavancar as vendas do corretor de imóveis.

Essas são as principais vantagens da atuação do corretor de imóveis de forma autônoma e também do trabalho vinculado a uma imobiliária. Não esqueça que a melhor opção depende do perfil de cada um. Enquanto alguns se dão bem trabalhando de forma independente, outros são mais produtivos quando contam como suporte da empresa.

Este conteúdo foi esclarecedor para você? Que tal deixar um comentário no post com as suas impressões?

 

Compartilhar

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here