Cloud Imobiliário

Cloud Imobiliário
Cloud Imobiliário

23O que é?

Cloud computing ou computação em nuvem é a entrega da computação como um serviço ao invés de um produto, onde recursos compartilhados, software e informações são fornecidas, permitindo o acesso através de qualquer computador, tablet ou celular conectado à Internet [site TT TechTudo]. Cloud Computing é um assunto batido e penso que não existe muito a acrescentar sobre ele, apenas citar seu conceito à fim de posicionar o leitor a essência do seu objetivo.

O que o Cloud Computing pode melhorar nas imobiliárias e administradoras?

É evidente que essa tecnologia melhora o desempenho, a flexibilidade, a consistência de informações e sobre tudo a mobilidade das administradoras e imobiliárias, pois elas estarão aonde seus colaboradores estiverem, com o Cloud a imobiliária cabe no bolso, na mala, no celular dando poder de decisão baseado em dados! Se você estiver no aeroporto e precisar verificar dados, com o Cloud fica simples, basta acessar seu sistema online e pronto, seus dados estarão lá, online.

O Cloud computing sana alguns problemas crônicos existentes nas imobiliárias e administradoras, abaixo citamos alguns:

Inconsistência

Hoje em dia quem pensar um sistema imobiliário como um fichário, o qual apenas sirva para acrescentar, consultar e relatar dados, jogando seu utilizador no passado remoto da computação em uma mesmice secular de organizar dados em fichas e resgatá-los a medida da necessidade em um exercício que demanda tempo, dinheiro e muita paciência.

Outro problema crônico é a inconsistência da informação, pois sempre existe a possibilidade de que o operador faça cadastros paralelos com nomes diferentes. Vamos a um exercício simples deste problema: (este é um caso real) Certa vez, um operador de sistemas descobriu que ao colocar um espaço em branco na frente de um nome, seu computador ao indexar (organizar) a informação colocava este nome no início da fila, ora, não contente com a descoberta ele divulgou para os seus colaboradores e os mesmos usavam da técnica para encontrar com maior facilidade seus novos cadastros. Agora imagine o problema gerado na hora de relatar a DIMOB (imposto de renda imobiliário), pois a indexação (organização) dos nomes cadastrados ficou totalmente adversa.

Um segundo caso pode ser encontrado no múltiplo cadastro de imóveis, a ausência de um banco de dados único do CEP gera a necessidade de cadastro dos logradouros inexistentes e assim a possibilidade de multiplicidade do mesmo logradouro. Veja o exemplo a seguir: o operador precisa cadastrar a rua Padre Anchieta, logo ele faz o cadastro como Padre Anchieta, outro operador busca por Anchieta e não se apercebe que é Padre Anchieta e não Anchieta, logo não acha e então faz o cadastro por Anchieta. Agora temos dois cadastros do mesmo logradouro, um como Padre Anchieta e o outro como Anchieta; existem muitos casos desses nas imobiliárias, mesmo que ajam recursos computacionais para inibir esses casos, eles acontecem diariamente, pois os operadores são experts em burlar sistemas.

Esses casos são apenas dois dentre muitos que podem acarretar erros de inconsistência no universo da informação dentro de uma imobiliária.

Velocidade

A evolução dos computadores é diária e acarreta novos orçamentos as imobiliárias, visto que, se as mesmas não atualizarem seus computadores anualmente, ficam deficitárias na estrada tecnológica e o efeito de maior sensibilidade é a velocidade do acesso a informação. O homem como de esperado evolui seus sentidos constantemente, se apercebe desses sentidos quando trabalha e, é a velocidade no retorno da informação o sentido que mais influi neste; quando essa informação demora, tudo é influenciado por ela, principalmente o trabalho. Quem nunca escutou de um operador: “… hoje o sistema está muito lento, desculpa, mas já já resolveremos seu problema …”?

Disponibilidade e operacionalidade

A maioria dos sistemas que rodam dentro das imobiliárias são sistemas proprietários e geralmente estão disponíveis apenas nas redes locais destas; Isto restringe o uso localmente (dentro da imobiliária) e habilita em muitos casos custos, pois a possibilidade e a necessidade de suprir filiais remotas da empresa faz com que esta tenha a necessidade da aquisição de sistemas operacionais de computadores (programas servidores), os quais custam caro e muitas vezes tem a necessidade de outros sistemas também pagos para que sejam plenamente operacionais.

Os sistemas proprietários na sua maioria são desenvolvidos em linguagens baseadas em cliente-servidor (técnica de acesso), não existe problema em usar isso, porém hoje em dia a mobilidade dos colaboradores deve ser levado em conta para inibir custos desnecessários, assim como, o incentivo da utilização em home-office (trabalho em casa), já se faz necessidade. Como escrito no parágrafo anterior, o uso de sistemas locais remotamente (home-office) demanda custos enormes e o agravo da técnica cliente-servidor mais ainda, tendo a operacionalidade destes sistemas restrita a empresa. É preciso que haja mobilidade, operacionalidade e disponibilidade dos sistemas a todos os colaboradores de forma rápida, imediata e consistente!

A solução está no Cloud Computing Imobiliário

Como sabido o Cloud Computing é a entrega de serviços e estes serviços devem ser entregues por empresas especializadas e que tenham KnowHow (conhecimento) nas diversas áreas e regras de negócios, neste caso um Cloud Computing Imobiliário. Não apenas um Cloud, mas um Cloud especializado, baseado em conhecimento imobiliário e que venha acompanhando esse mercado a anos. A SAMI, empresa especializada em imobiliárias, com 31 anos de conhecimento e aplicação deste em sistemas de computadores, proporcionará um Cloud Computing Imobiliário que solucionará todos os problemas relatados anteriormente e disponibilizará novas técnicas de fornecimento da informação, consistência de dados, disponibilidade, escalabilidade processual e mobilidade operacional para todos os seus clientes.

O cliente cloud elimina todos os problemas anteriores, pois a empresa que fornecer Cloud Computing Imobiliário deverá esta na vanguarda operacional, fornecendo computação TOP de linha, computadores modernos e rápidos, banco de dados único de informações comuns as imobiliárias (CEP), mobilidade através de sistemas baseados em navegadores, disponibilidade 24 x 30 dado a computação em Data Center com alta disponibilidade e tudo o que as imobiliárias necessitam para se manterem na vanguarda da informação, operação e mercado imobiliário. A alta disponibilidade da informação é fundamental e um elemento único do cloud computing, pois a informação disponível em cloud está disponível em qualquer lugar do mundo e essa mobilidade é fundamental para os tomadores de decisões, estes poderão formular informação aonde estiverem e basear a administração de decisões fundamentadas em informações atuais (fresh information). A consistência é gerada através de informação única e atômica, como no exemplo citado anteriormente, é no cloud que a Rua Padre Anchieta será sempre a mesma e não Anchieta como citado ou ainda P. Anchieta o que é outro problema, a tendência da abreviação de palavras, principalmente entre os jovens; É o cloud uma solução barata e imediata.

Pense Cloud, pense Cloud Imobiliário!

O que a SAMI está fazendo, onde estamos e onde chegaremos?

Dados os fatos e expostos os problemas, a SAMI Sistemas esta aperfeiçoando seu parque computacional, através da compra de novos servidores, instalação e configuração de sistemas operacionais específicos para computação em Cloud Computing, e nestes configurando servidores de alta performance e balanceamento de carga. Ainda cito que a SAMI Sistemas tem o compromisso da inovação tecnológica dentro de imobiliárias e administradoras e é através deste que o paradigma da coleta passará ao da entrega, pois já é visto e sabido que a informação precisa chegar ao colaborador não precisando ser coletada; Hoje a SAMI Sistemas já entrega informação na ponta e nosso futuro é entregar dados baseados em técnicas administrativas que elevarão as imobiliárias e administradoras ao conceito de BI (Business Intelligence), que converte dados brutos em insights de negócios.

Para que tudo isso seja uma realidade, a Sami Sistemas JÁ ENTREGA seu sistema SAMI ERP++ para Cloud Computing, onde seus colaboradores desenvolveram o SAMI ERP++ para CLOUD;

Outra providência, é o SAMI ERP WEB, em pleno desenvolvimento, e com a primeira entrega de módulo já final deste mês de abril.  Este sistema não necessitará de qualquer tipo de migração ao usuários do SAMI ERP++ (pois a base de dados será a mesma), o sistema inicialmente será exposto de forma híbrida, constituindo dois acessos, um via Cloud e outro conforme hoje é operacionalizado, no formato cliente-servidor, isso nos possibilita construir esse NOVO ERP++ consistentemente e sem trauma de migração.

quer-saber-mais
Fale com um consultor Sami Sistemas
Compartilhar

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here