Reforma sem quebra-quebra: 4ª Dica

Cobrir revestimento

Dando seguimento as matérias sobre reformar sem quebra-quebra, preparamos para você a quarta dica e última dica.

É possível não ter de se mudar durante uma reforma. A transformação dos ambientes pode ser feita sem o quebra-quebra associado à bagunça, poeira, móveis fora de lugar, cheiro de tinta e um cenário de destruição. A dica de hoje é como cobrir revestimento com gesso.

Cobrir revestimento com gesso

Assim como outros materiais utilizados em cozinhas ou áreas revestidas com cerâmicas nas paredes, as peças de azulejo podem necessitar de troca ou reparo a qualquer momento. Se você pretende dar início a esse processo, saiba que não precisa remover todo o revestimento para obter uma nova superfície decorativa.

Uma boa alternativa é cobrir a cerâmica com gesso, e, nesse caso são usadas placas de gesso acartonado parafusadas sobre a cerâmica. É uma opção para cobrir os azulejos de maneira rápida, e que permite o uso posterior de qualquer tipo de revestimento, porém, essa técnica possui o inconveniente de agregar espessura às paredes. Não é uma boa opção para banheiros dentro da área do Box, pois mesmo depois de revestido com porcelanato ou outro material impermeável, a água pode passar pelos rejuntes e atingir o gesso, o qual não pode ser molhado.

O revestimento com gesso tem sido muito usado em paredes e tetos em alvenaria ou concreto. O revestimento com gesso pode ser feito em pasta (gesso mais água), também chamada de gesso liso, ou em argamassa (gesso + calcário em pó + cal e outros produtos químicos). O gesso liso é o comumente utilizado, considerado o mais vantajoso em termos de custo e rapidez na execução.

O gesso, embora mais fácil de executar, acompanha as irregularidades da parede ou do teto, podendo resultar numa pior qualidade no acabamento, se a parede ou teto estiver muito irregular. O gesso sarrafeado pode ser feito em espessuras maiores, escondendo as irregularidades da parede ou teto e dando uma melhor qualidade no acabamento final.

A aplicação de gesso na parede e teto deve respeitar o tempo mínimo de 15 dias após a finalização do serviço para que assim se proceda à execução de um novo acabamento. É importante remover sujeiras, incrustações, pregos ou outros objetos eventualmente existentes, que possam prejudicar as aplicações do revestimento com gesso. O ideal para aplicações do gesso é uma espessura em torno de 0,5cm. Caso existam imperfeições ou irregularidades maiores, corrigir com aplicações de argamassa convencional (chapisco + emboço). As superfícies de concreto (lajes, vigas e pilares) devem ser previamente chapiscadas para receber o gesso.

A área deve ser previamente molhada. A aplicação deve ser iniciada com uma desempenadeira de PVC, em movimentos de vai-e-vem, em movimentos de baixo para cima. Veja a imagem a seguir:

Cobrir revestimento com gesso

Além da facilidade de revestir as paredes com gesso, o mercado nos proporciona outras opções com gesso que, além de revestir, dão um acabamento similar a pedras e cerâmicas. A inovação do uso de paredes em 3D e imitação de cerâmicas portuguesas com o gesso traz frescor ao ambiente, repaginando-o. Média de custo para revestimento gesso liso varia de R$ 10,00 até R$ 15,00 o m². Placas em 3D ou Replica de cerâmicas media de R$ 45,00 até 80,00 o m².
Veja as dicas sobre revestimento já apresentada aqui no blog:
Dica 1: Cobrir Revestimento com Pintura;
Dica 2: Cobrir revestimento com massa;
Dica 3: Cobrir revestimento com porcelanato.

 

Compartilhar

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here