Você sabe o que a administradora não pode deixar de fazer num processo de locação?

Toda a locação que vai ser feita envolve um processo que engloba várias tarefas e que não podem ser deixadas de lado. 

No mercado imobiliário existem diversos posicionamentos, alguns afirmam que certas responsabilidades são do proprietário, outras da empresa. 

No post de hoje, vamos ajudar você a entender o que compete a cada parte envolvida num processo de locação.

Boa leitura.

Sobre as responsabilidades dos colaboradores

Para começar, é necessário que todas as partes envolvidas saibam as suas responsabilidades, ou seja, tenham consciência das suas obrigações, isso vai fazer toda a diferença e evitará muitos problemas futuros.

As obrigações devem estar listadas no mandato, o qual é um documento de autorização de locação, nele vai estar todas as tarefas que devem ser desenvolvidas para os responsáveis.

Abaixo vamos listar cada etapa.

O papel das imobiliárias 

As imobiliárias possuem diversas obrigações que são de responsabilidade dela. São elas:

Recolher informações do possível locatário 

É uma etapa muito importante para o desfecho da locação, é nessa parte que é definido todo o sucesso da negociação. A administradora deve levantar o máximo de informações possíveis a respeito do futuro locatário, para ter certeza da sua honestidade.

São eles: 

  • Certidão de matrícula;
  • Comprovante de renda atualizado;
  • Comprovante de renda atualizado do cônjuge, se houver;
  • Cópias autenticadas em cartório  de RG e CPF;
  • Cópias autenticadas em cartório  de RG e CPF do cônjuge, se houver;
  • Comprovante de residência;
  • Tipo de garantia ( fiador, seguro fiança ou carta fiança).

Vistorias de entrada e de saída

As vistorias de entrada e de saída do novo inquilino são muito importantes. Se tornam muito práticas se a imobiliária conta com um aplicativo de vistoria. Clique aqui para saber mais.

Consulta de débitos

É imprescindível a consulta de alguns débitos das despesas referente ao imóvel, devem ser consultados na entrada e na saída do novo locatário, essa tarefa é de responsabilidade da administradora.

Veja alguns débitos importantes para a consulta:

  • Água;
  • Energia elétrica;
  • Certidão de IPTU;
  • Mensalidade de condomínio, se houver;
  • Certidão negativa de tributos.

Fazer as cobranças caso possua débitos  

É responsabilidade da administradora efetuar as cobranças de débitos existentes, sejam elas judiciais ou extrajudiciais. Só será possível quitar dessa forma os débitos.

Responder como procurador

Frisamos aqui a responsabilidade da administradora perante a administração de um imóvel, durante a locação de um imóvel podem acontecer muitos problemas, e a empresa precisa ter em mente, que tem essa responsabilidade e zelar pelo imóvel e na relação que ela atua com as pessoas envolvidas na negociação, como intermediária.

Caso a sua administração seja ruim, ela deve indenizar as partes que foram prejudicadas por sua má administração, independente de qual seja.

Por isso, é importante revisar os contratos, para evitar dor de cabeça futuramente.

Responsabilidades dos proprietários

Os proprietários devem entregar os documentos do imóvel, todos aqueles que comprovam a regularização, documentos atualizados, que reúnam todas as informações necessárias. 

Mas não para por aí, tem mais obrigações:

  • Entregar o imóvel em boas condições;
  • Entregar o imóvel com os débitos em dias, água e energia elétrica, por exemplo;
  • Garantir que as funções básicas estejam funcionando no imóvel;
  • Cumprir com as condições de moradia conforme foi anunciado;
  • Se existir defeitos, ele deve reparar, como defeitos em fiação, pinturas, etc.

E a responsabilidade dos locatários? 

O locatário deve entregar toda a documentação exigida para fechar a negociação, assim como é de responsabilidade do proprietário disponibilizar os documentos do imóvel, o locatário também tem essa obrigação.

O locatário deve ficar atento às normas do condomínio para afirmar se está de acordo ou não, sendo afirmativa a resposta, deve dar seguimento ao negócio.

Mas, as principais obrigações do locatário surgem após o negócio concluído, onde ele deve cumprir com algumas funções conforme a lei do inquilinato, são elas:

  • Pagar aluguel em dia;
  • Fazer as manutenções do imóvel que sejam necessárias, sempre informando a administradora;
  • Respeitar as regras de condomínio, se assim for.

O que eu devo cuidar ao escolher uma administradora? 

Para evitar dores de cabeça, cuidado ao escolher uma administradora, leve em consideração esse  pontos: 

Conselho Regional de Corretores de Imóveis 

Para saber se a administradora de imóveis é segura para fazer os contratos, é necessário consultar o registro da empresa junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis.

Acessar as redes sociais para saber a opinião das pessoas

Procurar a opinião das pessoas que já fecharam negócio com essa empresa, é uma forma bem clássica de saber e assegurar a idoneidade dessa administradora em questão. Acessando o Google, você pode procurar os relatos das pessoas.

Procure saber a qualidade do serviço prestado 

É importante procurar saber a qualidade do serviço prestado ao longo do contrato. Procure informações do modelo de negócio que essa administradora oferece, como funciona o suporte que ela oferece para cada situação, e a qualidade do atendimento? 

Essas são algumas dicas que podem te deixar mais seguro ao longo do processo de locação.

Gostou desse conteúdo? Se você deseja receber mais dicas como essa, assine nossa newsletter preenchendo o formulário abaixo: 

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER