Seguro fiança: a garantia locatícia mais pedida do momento!

Nos dias de hoje, é muito complicado alguém que queira ser fiador em um contrato de locação, além de o processo ser burocrático, o fiador não tem nenhum benefício.

O Seguro Fiança surgiu para suprir essa necessidade que existe no mercado imobiliário, nas locações, nos contratos de aluguéis. 

O papel do Seguro Fiança, é garantir que a locação seja segura, como as outras garantias existentes fazem. 

Esse seguro é semelhante ao seguro de carro, ou o seguro residencial, quem contrata é o inquilino, mas o segurado é o locador. 

Normalmente é fixado em 3x o valor do aluguel do imóvel, dependendo da empresa contratada, podem ser pagos contas de água e luz.

O Seguro Fiança é indicado para quem?   

O Seguro Fiança é indicado para aquelas pessoas que querem alugar um imóvel e não querem contar com um fiador, muitas vezes por opção ou por não terem uma pessoa que queira assinar.

Alugar com o Seguro Fiança é muito mais rápido e sem dor de cabeça.

Vantagens do Seguro Fiança 

Mais de 80% das imobiliárias oferecem essa garantia locatícia para seus locatários, claro que existem vantagens e desvantagens, vamos conferir: 

  • Não precisa de fiador;
  • O Seguro Fiança acaba sendo a garantia mais econômica do mercado;
  •  Você pode parcelar o valor;
  • Caso ocorra qualquer tipo de problema com o pagamento, a seguradora oferece suporte 24 horas.

Desvantagens 

Confira as desvantagens do Seguro Fiança:

  • A segurador pode não aprovar a contratação;
  • O valor da apólice não é devolvida para o inquilino;
  • Em alguns casos, as despesas como água e luz não podem ser incluídas.

O que acontece se o inquilino não pagar o aluguel?

Se o inquilino não pagar o aluguel, a imobiliária deverá informar a seguradora.

A seguradora tentará negociar com o inquilino o pagamento, se o pagamento não ocorrer, a seguradora deverá pagar os valores para o proprietário ou imobiliária.

Mesmo após o repasse, o inquilino continue inadimplente, a imobiliária junto com o proprietário deverão ajuizar uma ação de despejo. 

A Seguradora tem a obrigação de pagar os valores até o limite da cobertura contratada.

Gostou desse conteúdo? Assine nosso blog e receba nossos conteúdos. 

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER