Gestão imobiliária: 4 passos para administrar locações

Em um segmento tão competitivo e dinâmico quanto o setor de imóveis, é imprescindível fazer uma administração limpa e sem percalços. Dentro desse contexto, uma gestão imobiliária adequada é essencial e você não pode deixar de conhecer os passos mais importantes para administrar locações de forma adequada.

Esses estágios, além de fundamentais, ajudam a evitar erros e falhas na gestão. Confira o conteúdo que preparamos sobre o assunto a seguir!

1. Formalize as negociações e detalhes no contrato

A primeira medida que você precisa adotar se deseja administrar locações de forma adequada é formalizar todas as negociações e detalhes no contrato de locação. Essa estratégia é fundamental para que tudo fique às claras e também para evitar dores de cabeça no futuro. O acordo precisa ser tão detalhado quanto puder, afinal, isso não requer gastos.

Não se esqueça das especificidades, como aquilo que os locatários podem ou não fazer, qual é o prazo de pagamento e a duração da vigência da relação. Negociar de maneira mais informal é um risco desnecessário para todas as partes envolvidas e que pode prejudicar bastante a gestão imobiliária e até a credibilidade da empresa.

2. Fique atento aos prazos e limites

Um erro muito comum aqui no Brasil é deixar tudo para a última hora e contar com o famoso “jeitinho brasileiro” para resolver as questões pendentes. No entanto, se você deseja administrar locações de forma adequada e investir em uma boa gestão imobiliária, você jamais pode se dar ao luxo de adotar esse tipo de postura.

Conheça seus prazos e obrigações de antemão, de modo que o empreendimento não sofra sustos desnecessários e nem precise abalar seu orçamento com o pagamento de multas e juros. Com os contratos firmados, também é preciso ter consciência das datas relacionadas à sua extinção ou, melhor ainda, à sua renovação.

3. Mantenha os documentos organizados

Outra medida para você que deseja administrar locações de forma adequada é deixar os documentos relativos a esses clientes muito bem organizados. Isso pode parecer evidente, mas o fato é que muitas imobiliárias e corretores caem na tentação de deixar tudo para depois e acabam, inclusive, perdendo alguns itens e prazos importantes.

Uma boa dica para ter sucesso nesse aspecto é apostar na criação de pastas etiquetadas no arquivo físico ou em pastas virtuais, diferenciadas e acessíveis. Lembre-se também de atualizar tudo o que for relativo aos inquilinos e não deixe de ter em mãos os documentos relacionados aos fiadores ou às outras garantias de locação, como o seguro fiança.

4. Adote um software de gestão imobiliária

Usar a tecnologia é um diferencial competitivo em qualquer segmento do mercado e, por isso mesmo, você deve considerar a adoção de um software de gestão imobiliária. Para quem precisa gerir os contratos de locação com mais eficiência, essa aquisição pode ser ainda mais positiva e fundamental.

Nesse tipo de programa, todas as informações ficam centralizadas em um só local, facilitando o acesso e a consulta. Além disso, é possível emitir alertas e lembretes sobre os prazos que estão chegando, como as datas de extinção dos contratos ou a época de negociar a renovação, por exemplo.

Quer saber em detalhes sobre como um software de gestão imobiliária pode otimizar seu tempo e reduzir seus custos? Leia este artigo completo!

E agora, pronto para administrar locações de forma adequada? Gostou do conteúdo? Então curta nossa página no Facebook e no Instagram!

Compartilhar

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here