Como elaborar um planejamento estratégico na sua imobiliária

Uma das grandes ferramentas de gestão que é determinante para o sucesso de uma organização é o planejamento estratégico. Independentemente do tamanho da imobiliária ou do projeto a ser desenvolvido, investir nesta ferramenta deve ser sempre uma prioridade para alcançar os objetivos almejados.

A gestão imobiliária é um dos grandes desafios para os gestores, principalmente nestes tempos de crise, com a concorrência cada vez mais acirrada, a grande oferta de imóveis no mercado e a inadimplência cada dia maior. Diante deste quadro, cabe aos gestores criar estratégias bem planejadas e implementá-las para conseguir gerir seu negócio.

Através do planejamento estratégico é possível projetar um investimento, com metas estabelecidas e dentro dos recursos disponíveis, que vão ajudar a imobiliária nas tomadas de decisões, como uma expansão dos negócios, o desenvolvimento de novos serviços ou investimentos em novas tecnologias.

Ficou interessado no assunto? Quer saber como montar um planejamento estratégico na sua imobiliária? Leia nosso post e descubra como planejar e alavancar o crescimento da sua empresa.

Passo a passo para adotar um planejamento estratégico

O planejamento estratégico passa por algumas etapas, facilitando a sua composição, execução e implantação, descritas abaixo:

  1. Visão e missão do negócio

Para implantarmos um planejamento estratégico na imobiliária o primeiro passo é definir sua identidade, ou seja, precisa ser definida a missão, visão e os valores da empresa. Este passo é de extrema importância, a fim de traduzir o que a imobiliária oferece, o porquê de sua existência, onde ela quer chegar e quais são seus princípios. Desta forma, fica fácil alinhar o trabalho da empresa a um objetivo comum.

  1. Análise do meio externo para levantamento das oportunidades e ameaças

Um bom planejamento estratégico deve analisar os fatores externos, principalmente os que têm impacto direto na situação econômica do país, como por exemplo, taxa de juros, inflação, variação do câmbio, taxas de desemprego e restrição ao crédito. Também é recomendável realizar uma análise setorial, já que os segmentos são influenciados de forma desigual pelas crises. Assim, é importante consultar as associações de classe, participar de eventos do mercado imobiliário e buscar notícias atualizadas.

  1. Analise do meio interno para levantamento de forças e fraquezas

Além do meio externo, é preciso avaliar o meio interno. Faça um levantamento dos principais indicadores para saber, por exemplo, o faturamento da imobiliária, as principais despesas e o lucro final. Com isso, é possível identificar as forças e fraquezas da empresa, e então saber quais as oportunidades e ameaças do investimento.

  1. Definição das metas e objetivos

Ao tentar definir uma meta para seu negócio, procure descrevê-la de maneira bem específica e clara. Esta meta precisa ser mensurável, ou seja, por mais que você idealize aumentar a lucratividade da empresa em 100%, primeiro é preciso ser realista e ver se há possibilidade de isso ocorrer no prazo de tempo estipulado e com os recursos que estão sendo aplicados, pois traçar uma meta não alcançável acaba frustrando a todos da equipe.

  1. Definição dos orçamentos

Para efetuar um investimento na sua imobiliária é necessário definir quanto há disponível em caixa para ser empregado neste projeto. Se for buscar um financiamento, é preciso estar atento as taxas de juros cobradas e se o pagamento das parcelas está dentro do orçamento previsto.

Para conseguir calcular quanto o projeto terá de custo, analise as metas e faça o levantamento dos recursos que serão utilizados para implantação deste investimento:

  • Recursos Estruturais: faça o levantamento de toda estrutura que será envolvida, como espaço físico da empresa, mesas, cadeiras, material gráfico, computadores e sistema operacional.
  • Recursos Operacionais: defina quem serão as pessoas responsáveis por executar o projeto, se será alguém da própria equipe, um novo funcionário, uma empresa contratada, ou seja, quem fará sua meta sair do papel.
  1. Definir as datas do projeto

Nesta fase do planejamento é preciso definir as datas do projeto. Fique atento as principais datas do calendário para conseguir planejar ações especiais, provisionar verbas necessárias ou remanejar a equipe.

Alguns meses do ano são mais importantes para o negócio, e por isso, devem ser bem explorados para promover o tipo de investimento que está sendo planejado. Se deseja adotar um novo software na imobiliária, por exemplo, aproveite períodos do mês e do ano com menores volumes de trabalho para conseguir deslocar a equipe para treinamento.

  1. Implantação e implementação

Concluído o processo de elaboração do planejamento estratégico, é hora de começar a colocar em prática tudo o que foi definido no projeto. É o momento em que os objetivos traçados são introduzidos nas estratégias da empresa, fazendo parte da cultura organizacional.

Esta fase é a grande responsável pelo sucesso de um projeto, por isso, procure envolver a todos da equipe na execução das metas, delegando responsabilidades para os colaboradores. Caso contrário, todo o planejamento efetuado não passará de ideias!

  1. Controle

Tão importante quanto colocar em prática o projeto é monitorar sua execução, pois nem sempre tudo o que foi idealizado pode sair exatamente como previsto.

Para que o planejamento de uma ação seja satisfatório, mantenha sob controle suas ações, verificando se elas estão de acordo com a missão e os valores traçados e, principalmente, se estão atingindo os resultados esperados.

  1. Avaliação dos resultados

Após o fim do prazo de execução traçado para o projeto é hora de avaliar os resultados. Esta etapa não pode ser esquecida, pois ela traz muito aprendizado para empresa. Através da avaliação dos resultados é possível medir quão alcançada foi a meta traçada e quais as facilidades e dificuldades enfrentadas. Esta troca de experiência com a equipe é muito positiva para o crescimento da imobiliária, por isso, não deixe de colocá-la em ação, dando feedbacks positivos ou negativos.

Pronto para desenvolver um novo investimento na sua imobiliária e obter maior eficiência na sua gestão? Então, mãos à obra e colocar todos os passos do planejamento estratégico em ação!

Compartilhar

QUER RECEBER AS ÚLTIMAS NOVIDADES PARA O MERCADO IMOBILIÁRIO? INSCREVA-SE EM NOSSA NEWSLETTER

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here